Tag Archives: disney

Blank: A Vinylmation Love Story

27 jul

1016262_541375359232169_1212711656_n

Vinylmation é uma série de figuras colecionáveis vendida nos parques da Disney que faz um sucesso enorme. Pensando nisso, a Disney resolveu fazer uma websérie usando esses bonequinhos. E assim nasceu Blank: A Vinylmation Love Story!

A série é feita no estilo stop motion e vai ter 12 episódios com duração de aproximadamente 3 minutos cada. Segue a história de Blank, um ratinho que teve sua namorada, Bow, seqüestrada e sai em busca dela. Ele é diferente dos outros, pois não tem nenhum traço facial, mas no decorrer da série, ele vai descobrindo sua identidade.

Essa semana saiu um preview da série, e parece que vai ser a coisa mais fofa do mundo, estou ansiosa pra assistir!

 

E além disso, também foi divulgado um vídeo de behind the scenes que mostra a produção da série. Vale a pena assistir!

 


Os primeiros três episódios da série vão ser lançados no dia 11 de Agosto na D23 (que é tipo a Comic-Com da Disney) e o resto dos episódios vai ser lançado todo Sábado no decorrer de Outubro no canal da Disney (são tantos que eu não sei ao certo em qual, haha) no Youtube e no Disney.com

ywybv8ilgg1y5hfv9ks9

Vem aí Frozen!

23 jul

Mais um filme de contos de fadas da Disney vem aí (para a minha alegria)! Frozen é baseado na história de Snow Queen, de Christian Andersen (o mesmo que escreveu A Pequena Sereia, O Patinho Feio e tantos outros).

Como esse não é um conto muito conhecido no Brasil, acho válido contar a história pra vocês (visto que a Disney vai mudar tudo, como sempre). Tentarei ser breve, mas como esse é um dos contos mais longos de Andersen, essa é uma tarefa difícil. Todo o conto é dividido em sete histórias que formam um todo. Vamos lá!

Um troll malvado cria um espelho mágico que distorce a imagem do que é refletido nele. Tudo que é bom fica em segundo plano, enquanto o que é feio e mau é exaltado. Os alunos do troll (também trolls) querem levar o espelho para o céu e distorcer os anjos, mas quanto mais eles sobem, mais o espelho ri e treme. Ele acaba escapulindo e caindo na Terra, se quebrando em milhares de pedaços. Esses cacos entram nos corações de algumas pessoas, congelando-os, quando entram em seus olhos, elas só veem o mal, assim como o espelho refletiria.

Anos depois, Kai e Gerda são vizinhos e melhores amigos. A avó de Kai conta a eles sobre a Snow Queen, que é a rainha dos flocos de neve. Durante um inverno, Kai a vê do lado de fora de sua janela e ela pede para ele segui-la, mas ele se afasta, com medo. No verão seguinte, os fragmentos do espelho do troll entram nos olhos e coração de Kai enquanto ele lia um livro com Gerda.

De repente, a personalidade dele muda e ele passa a destruir tudo que vê pela frente e até destrata sua avó e Gerda. A única coisa que ainda lhe parece bonita e perfeita são os flocos de neve que chegam no inverno. Um dia, ele sai com seu trenó para brincar e vê um trenó branco, enganchando o seu a ele. O trenó é dirigido pela Snow Queen, que, ao descer dele, vê Kai e o beija duas vezes. Uma para que ele não sinta frio e outra para que ele se esqueça de sua vida. Assim, ela o leva para seu palácio.

As pessoas da cidade percebem que Kai sumiu e assumem que ele morreu. Mas Gerda não desiste. Ela sai em busca de Kai e depois de passar por alguns apuros, ela é presa, mas o homem que cuidava do cativeiro se oferece para levá-la até o palácio da Snow Queen. Lá, os flocos de neve da Snow Queen tentam impedi-la de entrar, mas as suas orações os vencem e ela consegue passar.

Kai se encontra no meio de um lago congelado, quase imóvel. Gerda corre até ele, o abraça e chora. As lágrimas quentes dela são suficientes para derreter o coração de Kai, queimando o fragmento do espelho do troll. Quando ele chora, os fragmentos de seus olhos caem, e ele revê Gerda como ela realmente é. Ela o beija e ele volta a ser saudável e rosado. Kai é salvo pelo poder do amor de Gerda. Eles voltam para sua cidade e ficam surpresos de ver que já é verão!

E essa é a história. Apesar de linda, em nada se parece com a que a Disney vai usar no filme, que é a seguinte:

“Uma profecia condena um reino a um inverno eterno, então Anna (Kristen Bell) precisa se unir a Kristoff (Jonathan Groff), um ousado homem da montanha, na maior de todas as aventuras para encontrar sua irmã, a Rainha da Neve (IdinaMenzel) e pôr um fim no feitiço gelado. Encontrando criaturas míticas, mágicas e extremas como o Everest a cada passo, Anna e Kristoff enfrentam os elementos da natureza em uma corrida para salvar o reino da destruição.“

Sim, Idina Mendel, a diva da Broadway e mãe da Rachel em Glee vai dublar a vilã do filme! Já se sabe que ela vai ter uma música chamada Let It Go,  que deve integrar a cena em que Elsa deixa o reino Arendelle para criar seu próprio castelo de gelo. Kristen Bell também confirmou que vai haver um dueto entre ela e Idina. E como Jonathan Groff (o Jesse St. James de Glee, para delírio da Natália) também é cantor, tudo me leva a crer que ele também vai ganhar um dueto, quiçá uma música só dele! Enfim, a trilha sonora desse filme vai ter o padrão Disney de qualidade.

O motivo de eu estar fazendo esse post é que essa semana foi liberado o primeiro trailer e algumas fotos oficiais do filme. Eu adorei o vídeo, que até parece um curta da Pixar! Se você não gosta de surpresas, pode assistir sem medo, pois não tem NENHUMA revelação sobre o enredo do longa.

 

Mas se você, assim como eu, é muito ansioso for your own good, assista o trailer japonês! Nesse, tem um bom panorama da história e os personagens principais são apresentados.

 

No começo, a Disney ainda pensava em Anna e Kristoff como crianças, assim como no conto original. Depois, por algum motivo, eles passaram a ser adolescentes e essa é a versão que vai pro filme.

O filme estreia nos cinemas americanos no dia 27 de Novembro deste ano e por aqui só em Janeiro de 2014. Já estou ansiosa!

ywybv8ilgg1y5hfv9ks9

Pinky Wednesday: Curtas

26 jun

Essa não é a primeira vez que eu falo de curtas por aqui. Já fiz um post sobre um único curta, Eu Não Quero Voltar Sozinho (se você não leu, clique aqui!), e hoje resolvi fazer uma seleção de alguns dos curtas que eu mais gosto para vocês serem iniciados nesse mundo, se ainda não o conhecem.  Vamos lá!

A Pequena Vendedora de Fósforos

Peguem os lencinhos e preparem o coração! Quem conhece esse conto de fadas de Christian Andersen sabe que é um dos mais lindos e tristes ever. Esse curta de 2006 faz jus a essa bela história e passar uma mensagem linda de esperança e fé.

Thought of You

Sim, a abertura da novela das nove é muito parecida com esse curta! Feito em 2010 por Ryan Woodward, essa animação realmente é uma graça embora me lembre do filme O Tigre e o Dragão. No original a trilha sonora era a música Thought of You, do The Weepies, que também dá nome ao curta. A abertura da novela não é igual, mas foi criada pelo mesmo cara. Nada contra o Daniel, mas essa música é bem mais coesa com o filme né.

Alma

Alma é uma garotinha que entra numa loja de brinquedos atrás de uma boneca que é idêntica a ela. Quem viu e gostou de Coraline, vai gostar desse! Buuuuuuu

Croissant de Triomphe

[videolog 950189]

 Croissant de Triomphe é o primeiro de uma série de curtas estrelando Mickey Mouse que serão lançados esse ano em comemoração aos 85 anos do ratinho. As histórias contarão com a participação dos amigos de Mickey assim como de outros personagens da Disney e se passarão em locais diferentes. Esse, por exemplo, é na França (e é uma graça)!

Dot

Esse é um curta simples, mas peculiar. Dot é uma bonequinha de 9 milímetros que luta para não ser destruída. A peculiaridade fica por conta do modo como ele foi feito: usando uma câmera de celular apoiada em um microscópio! Esse microscópio foi criado especialmente para celulares com o intuito de ajudar a identificar doenças em áreas remotas que não têm hospitais e nem acesso a tecnologia.

 ywybv8ilgg1y5hfv9ks9

Músicas da Disney que você nunca ouviu

26 mar

O processo de criação de um filme é complicado, até mesmo o de um filme de animação. A equipe tem que criar baseando-se no roteiro, e como a animação não envolve pessoas de verdade, muita coisa pode ser cortada, até mesmo os personagens!

A Disney é um dos maiores estúdios de animação do mundo todo e produziu filmes clássicos que são amados por inúmeras gerações. E como não podia deixar de ser, esses filmes foram muito recortados até chegarem ao que a gente conhece. Aqui vocês vão ver algumas músicas (e até mesmo personagens) que não foram incluídos nos filmes de fato.

Algumas músicas provavelmente foram cortadas logo no tratamento inicial, por isso estão em storyboard. E as que nem chegaram a essa fase não tem nem storyboard. E todas são em inglês. Mas se você é mega fã da Disney, isso não vai ser problema!

Aladdin

Aladdin foi um dos filmes mais picotados everrrr. Personagens, músicas e até partes da história em si foram retiradas do filme. Algumas das músicas descartadas eventualmente apareceram em edições especiais dos DVDs e até mesmo nos CDs da trilha sonora do filme.

Proud of Your Boy – Sim, Aladdin tinha mãe. E ela foi cortada porque os produtores achavam-na supérflua demais. Porém, o compositor Howard Ashman gostava muito da personagem e escreveu essa música em que o Aladdin promete a ela que ele ainda vai ser motivo de orgulho (todas chora). EU NEM ACREDITO QUE ESSA MÚSICA E A MÃE DO ALI FORAM CORTADAS. Enfim, a música só começa em 1:45, antes tem uma pequena introdução da equipe.

 

Humiliate the Boy – Há pelo menos dois motivos para essa música não ter sido incluída no filme. O primeiro é a mudança na história: no começo, o Gênio não tinha uma quantidade limitada de desejos, ele podia conceder quantos a pessoa pedisse, como se pode ver nessa música. Logo, quando isso mudou para apenas 3 desejos, a música não fazia mais sentido. E o segundo motivo não é tão concreto assim: a música é um tanto sombria se comparada ao resto do filme (e eu não concordo, mas enfim, quem sou eu?).

Mulan

Keep ‘Em Guessing – SIM, O MUSHU TINHA UMA MÚSICA. I CAN’T EVEN!!!!!!!

O Rei Leão

To Be King – Não há uma resposta certa do porquê essa música não entrou pro filme, mas acho que fica bem claro quando se compara o temperamento do Mufasa e do Zazu nessa música com o do filme em si.

Pocahontas

Dancing to the Wedding Drum – No começo, Kocoum era um tanto quanto extrovertido. Depois, quando decidiram que ele ia fazer o tipo rabugento, essa música perdeu o sentido.

 

Essas foram só algumas das músicas que eu achei, basicamente as que eu mais gostei. Se vocês procurarem no Youtube, vão achar cenas e músicas deletadas e versões alternativas também. Tem muito material pra deixar os fãs soterrados, haha

ywybv8ilgg1y5hfv9ks9