Tag Archives: austin butler

The Carrie Diaries

28 mar

Depois que Gossip Girl acabou eu fiquei um pouco perdida na vida, afinal, era uma das minhas séries preferidas. Meu coração ficou órfão e eu não sabia o que fazer… Mas aí veio The Carrie Diaries.

Antes de mais nada, quero deixar bem claro que não assisti Sex and the City e não li nenhum dos livros então não estou aqui pra fazer comparações. Só vou falar do que eu vejo na série porquê é tudo que eu conheço.

Antes de começar a assistir eu não levava muita fé na série por se passar nos anos 80. Quem me conhece sabe que eu sou APAIXONADA por filmes dos anos 80. Mas uma série de 2013 se passando naquela década não me encheu os olhos. Ainda assim, resolvi dar uma chance. E não me arrependi. Virou uma das minhas séries preferidas!!!!!

Carrie é uma adolescente de 16 anos que mora em Connecticut. Sua mãe faleceu recentemente e assim, seu pai ficou responsável pela criação das filhas, Carrie e Dorrit, a irmã mais nova. Enquanto Carrie é a certinha, que tenta cuidar de todo mundo, Dorrit é a rebelde sem causa. E o pai delas, que nunca precisou realmente cuidar das meninas, fica perdido com tudo isso que está acontecendo.

Os amigos de Carrie são Walt e Maggie, que são namorados, e Mouse. Logo no primeiro episódio, ela descobre que tanto Maggie quanto Mouse já perderam a virgindade. Até aí tudo bem. O problema é que Carrie ainda é virgem e começa a se sentir mal com isso. And then there’s Sebastian…

Sebastian é o new kid on the block. O aluno novo, extremamente misterioso, rico e gato. Ele e Carrie já se conheciam e fica claro que ela gosta dele. Porém, Donna LaDonna (não existe um nome mais anos 80 do que esse), a it girl da escola, também está de olho nele. Nada que Carrie não possa contornar.

O pai de Carrie oferece um estágio a ela numa firma de advocacia na cidade, New York. Carrie aceita, vendo que essa é sua oportunidade pra deixar pra trás sua cidadezinha. Na cidade, ela conhece Larissa Loughlin, que trabalha na Interview Magazine. Larissa ama a bolsa de Carrie, que ela teve que personalizar depois que Dorrit derramou esmalte em cima. Logo, ela pede a Carrie para usar a bolsa num editorial da revista!!! E assim, como num passe de mágica, a vida da nossa adorável protagonista muda de uma hora pra outra.

O que eu mais gosto na série é que todos os personagens tem sua plot. Eles não estão ali só pra preencher cena. Sebastian é o pobre menino rico (eu sei, é clichê. MAS QUEM NÃO GOSTA DE UM BAD BOY DE CORAÇÃO PARTIDO NUM PORSCHE?); Maggie não consegue ver um futuro pra si mesma, já que os pais só tem dinheiro pra mandar um filho pra faculdade, o queridinho (que não é ela, é claro); Mouse é super estudiosa, pois quer entrar pra Harvard de qualquer jeito e sofre um pouco de pressão dos pais pra ser perfeita o tempo todo.

E TEM O WALT. Ele merece um parágrafo só dele porque eu tenho uma huge crush nele porque ele é meu personagem preferido. O que eu vou dizer aqui não é spoiler, visto que acontece no primeiro episódio e já estava previsto na sinopse da série. Walt tem dúvidas sobre sua opção sexual. Sim, ele namora Maggie há anos, mas cada vez mais percebe que o sexo masculino o atrai. Mas pra mim, é ainda mais do que isso, muito além de sexualidade. Walt não sabe quem ele é e quem ele quer ser, o que é, basicamente, o que todo adolescente passa eventualmente. Also, an episode without Walt is a sad episode. (e a quem interessar possa: eu shippo Walt com todo mundo porquê Walt é Walt)

Mas nem tudo é um mar de rosas. Eu simplesmente não aguento o pai e a irmã da Carrie. É difícil acreditar num cara que deixa toda a criação das filhas a cargo da mulher e assim, não sabe nada sobre elas. E mesmo depois da morte da esposa, parece que ele deixa tudo sob a responsabilidade da Carrie. O cara não tem nem a decência de fazer o jantar de Ação de Graças!!!!! Dorrit não fica muito atrás no quesito chatice. Ela tem muito ciúme da Carrie e se acha A rebelde da casa quando não passa de uma menina mimada fazendo pirraça. Massss, depois do episódio 10, passei a simpatizar um pouquinho com ela (sim, por causa da cena na loja de discos, vocês sabem do que eu tô falando).

E a única crítica que eu tenho a fazer é sobre os figurinos. Depois de assistir 1038048084 filmes da década de 80, eu sei como as pessoas se vestiam. E não é como elas se vestem na série. As roupas que eles usam na escola são as mesmas que nós usamos hoje em dia e não porquê a moda vem e volta. Mas sim porque SÃO as nossas roupas. I mean, ninguém usava calça de cintura baixa nos anos 80 e em Carrie, eles usam. As roupas na cidade estão mais dentro da realidade da época, mas pra mim, ainda não é o suficiente. POR FAVOR, ME CHAMEM PRA FAZER ESSE FIGURINO!!!!!!!!

E agora, vamos ao que dói no coração: Carrie pode ser cancelada (IT’S LIKE JANE BY DESIGN ALL OVER AGAIN, I CAN’T TAKE IT). A audiência não é das melhores desde que a série estreou e só vem caindo a cada episódio. A primeira temporada vai até o episódio 13 e até agora foram exibidos 11 episódios, o que significa que ainda temos mais dois pra nos dar esperança. EU NEM CONSIGO IMAGINAR O QUE VAI SER DE MIM SEM ESSA SÉRIE, PLEASE, GOD, HAVE MERCY.

The Carrie Diaries é uma série sobre adolescência, amizade, amor e família. Mas acima de tudo, é sobre achar o seu lugar no mundo. Se você se identifica com esses temas, Carrie é um must see!

 

ywybv8ilgg1y5hfv9ks9